Programa da Paróquia

quinta-feira, 24 de dezembro de 2015

«Nasceu-vos hoje um Salvador»

Ao celebrar o nascimento de Jesus, na partilha de votos de Boas Festas e de um Santo e Feliz Natal, três breves notas das três leituras da Missa da Noite:

1. "O povo que andava nas trevas viu uma grande luz" - da primeira leitura, reforçar que este é um tempo de alegria, de júbilo, de festa, de luz e cor, de encontro da família e dos amigos porque maior que todas as trevas é a luz que enche de esperança e ilumina o caminho; Isaías fala de um Menino que traz toda essa luz. Nós acreditamos que ela se fez presente com o nascimento de Jesus.

2. Jesus ensina-nos a viver com "temperança, justiça e piedade" - da segunda leitura, a consciencialização, que é aqui transmitida a Tito, de que acolher a luz que vem de Jesus implica com todos os nossos espaços de relação fundamentais: na relação connosco mesmo, a temperança (saber o que é essencial e o que está a mais, e evitar tudo o que é o excesso); na relação com os outros, a justiça (procurar para cada um dos que nos rodeia o que se lhe ajusta, tendo como ponto de partida o amor...); na relação com Deus, a piedade (voltar-se para Deus e viver uma verdadeira relação de diálogo, acolhimento, escuta, diálogo, obediência à sua vontade).

3. "Nasceu-vos hoje um Salvador" - do Evangelho de Lucas, o acolher do anúncio festivo dos anjos aos pastores: num quadro de simplicidade e de pobreza (que confunde os nossos excessos natalícios...), poder deixar-se desafiar a ver naquele Menino a Luz da Luz, Deus verdadeiro de Deus verdadeiro, que desce do Céu para nos salvar, para ser quem nos encaminha para uma vida bela, boa, feliz, deixando-nos desde o seu nascimento um sinal da melhor forma de o fazer: saber fazer-se pequeno e simples, propondo-se sem se impor, dizendo-nos que a fé é a aventura de se deixar surpreender por Deus...

A cada um, um bom Natal iluminado pela pequena "candeia" que neste noite deve ter ardido naquele curral que Maria transformou na casa de Jesus "com uns paninhos e uma montanha de ternura..." (Papa Francisco)

Sem comentários:

Publicar um comentário