Programa da Paróquia

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2023

Novos acólitos iniciam a sua missão

No domingo 5 de fevereiro, três jovens acólitos, o Guilherme, o João e o Lucas, que fizeram a sua caminhada de preparação, reiniciaram o Grupo dos Acólitos da Calvaria. Durante os meses de dezembro e janeiro, tiveram encontros de preparação e começaram a ajudar nas celebrações da Missa na igreja paroquial. Depois deste tempo, foram agora admitidos no Grupo dos Acólitos.

Depois do seu compromisso de servir com alegria a assembleia do Povo de Deus, realizando os serviços que lhes forem atribuídos, durante as celebrações, junto ao altar, e de o fazerem com interesse e zelo, foram ajudados pelas suas mães a vestir as túnicas e subir para junto do altar, onde desempenharam de imediato as suas funções.

Este é o primeiro grupo que se preparou para este serviço na comunidade após a pandemia, esperando que possa também servir de motivação para que outros se possam ir juntando ao Grupo.

Paróquia celebrou Apresentação do Senhor com bênção das crianças e das mulheres grávidas


No dia 2 de fevereiro, Festa da Apresentação do Senhor, as famílias foram convidadas a fazer como os pais de Jesus, apresentando os seus filhos pequenos a Deus. E foram muitos os que acolheram este convite: no adro da igreja, as famílias reuniram-se para levar uma flor para o andor de Nossa Senhora e fazer a bênção das velas, com que se inicia esta celebração, conhecida, por isso, como Nossa Senhora das Candeias. O andor seguiu depois, com todos os presentes, para a igreja onde se escutou a profissão de fé de Simeão que, ao acolher Jesus no Templo, reconheceu naquele Menino a "Luz das Nações", Aquele que vem para iluminar toda a humanidade e a envolver na Luz de Deus.

Após a homilia, respondendo ao convite que foi feito também às mulheres grávidas, foram seis aquelas que se apresentaram e para as quais se pediu a Deus que encha de alegria o seu coração e as conserve saudáveis, juntamente com os seus filhos que estão para nascer.

Seguiu-se a bênção das crianças pequenas, pedindo a Jesus, Ele que revelou sempre um grande amor às crianças, que guarde sempre estas crianças e as suas famílias.

No final da celebração, os pais rezaram pedindo a Maria a sua proteção para os filhos e, num gesto de oferta, levaram as suas velas junto do andor de Nossa Senhora, e aí as deixaram acesas em sinal da entrega na mãos de Deus, por intercessão de Maria.

A celebração contou com a colaboração da Conferência São Vicente de Paulo que organizou a procissão e preparou as velas e os convites às famílias. E, como habitualmente, disponibilizou filhoses no final da Missa.

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2023

Ser sal da terra e luz do mundo

5.º Domingo do Tempo Comum | 5 de fevereiro de 2023
Leituras | Lectio (áudio) | Lectio (texto) | Comentário | Avisos | Boletim

Depois das bem-aventuranças, Jesus continua o "discurso da montanha" afirmando que os discípulos são sal e luz. O sal, que dá sabor à comida e conserva os alimentos, é sinal desse «sabor» novo que os cristãos, pela vivência das bem-aventuranças, são chamados a trazer ao mundo, essa «pequena pitada» que é capaz de trazer um sabor novo à vida; o sal que conserva no meio de tantos sinais menos bons, a presença do «reino» que Jesus veio inaugurar...

A luz que, como a cidade no alto do monte ou a candeia sobre o candelabro, não é para se esconder: não que o cristão deva procurar exibir-se, mas que seja capaz de provocar com gestos proféticos, de assumir as responsabilidades na renovação constante do mundo, de deixar que, através da sua ação, a Luz de Deus continue a brilhar no tempo presente.

sábado, 28 de janeiro de 2023

No caminho da felicidade

29 de janeiro de 2023 | 4.º Domingo do tempo Comum
Leituras | Lectio (áudio) | Lectio (texto) | Comentário | Avisos | Boletim

Jesus fala de felicidade, ou de «bem-aventurança»: fala da esperança de uma vida nova para os discípulos que acolhem e vivem a sua palavra, fala da felicidade que conhece da vida do Pai, da sua própria vida, que é feliz enquanto se doa. Fala também de um projeto para quem O segue, de viver plenamente a sua humanidade, e de construir um mundo melhor com os valores do Reino... Fala de um caminho, da vida como caminho, que se abre ao horizonte da plenitude, na eternidade de Deus. Felicidade que é esperança no futuro, felicidade que é presente com sentido.

«Bem-aventurados os pobres em espírito, porque deles é o reino dos Céus.
Bem-aventurados os que choram, porque serão consolados.
Bem-aventurados os humildes, porque possuirão a terra.
Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque serão saciados.
Bem-aventurados os misericordiosos, porque alcançarão misericórdia.
Bem-aventurados os puros de coração, porque verão a Deus.
Bem-aventurados os que promovem a paz, porque serão chamados filhos de Deus.
Bem-aventurados os que sofrem perseguição por amor da justiça, porque deles é o reino dos Céus.
Bem-aventurados sereis, quando, por minha causa, vos insultarem, vos perseguirem e, mentindo, disserem todo o mal contra vós. Alegrai-vos e exultai, porque é grande nos Céus a vossa recompensa»

(Mateus 5, 3-11)

sexta-feira, 20 de janeiro de 2023

«Arrependei-vos, porque está próximo o reino»

22 de janeiro de 2023 | 3.º Domingo do Tempo Comum
Leituras | Lectio (áudio) | Lectio (texto) | Comentário | Avisos | Boletim

Jesus começa a sua missão com o anúncio do «Reino dos Céus». Algo de novo está para surgir, e é o próprio Jesus que o faz acontecer: nas suas palavras, nos seus gestos, o «Reino» deixa de ser apenas um desejo e tornar-se real. Uma realidade que faz parte de cada um quando aceita a proposta de se deixar transformar por Ele: «convertei-vos».

O Evangelho conta como alguns homens o fizeram no princípio: de forma radical, deixaram tudo para trás para abraçar uma vida nova. Foram apenas os primeiros de uma história de acolhimento do anúncio do «reino», uma história que hoje é nossa, de cada um, na certeza de que a Palavra não deixa de chamar a deixar-se habitar e converter pela alegria do «Reino».

sábado, 14 de janeiro de 2023

Celebração de São Sebastião no Casal do Relvas


No sábado, dia 21 de janeiro, a marcar a festa litúrgica do Padroeiro do Casal do Relvas haverá, a celebração da Eucaristia, às 20h30, seguida de procissão de velas e do leilão das ofertas, com tempo de convívio nas instalações da Associação Recreativa Relvense.