Programa da Paróquia

sábado, 20 de abril de 2019

A fé é esperança de vida eterna

21 de abril de 2019 | Domingo de Páscoa da Ressurreição
Leituras | Comentário | Avisos | Boletim

«Porque buscais entre os mortos Aquele que está vivo? Não está aqui: ressuscitou. Lembrai-vos como Ele vos falou, quando ainda estava na Galileia: ‘O Filho do homem tem de ser entregue às mãos dos pecadores, tem de ser crucificado e ressuscitar ao terceiro dia’»
Cf. Lc 24, 1-12

A fé é já o princípio da vida eterna, permite-nos viver já a experiência do alegre antegozo do Céu. Acolhendo a vida de Deus em nós, vivendo a nossa relação alegre, livre, consciente, responsável com Ele, procurando partilhá-la na caridade com os outros, saboreamos desde já um pouco daquilo que é viver plenamente em Deus.

Quando vivemos envolvidos pelo amor de Deus, quando acolhemos a vida do Ressuscitado e a partilhamos, uns com os outros, no amor, e quando caminhamos na certeza de que o amor de Deus nos dará vida plena, então toda a nossa vida é envolvida nesse amor que é o próprio Deus.

Durante esta semana, agradece a vida do Ressuscitado que recebeste no Batismo, e recorda esse momento perguntando aos teus pais, padrinhos, avós ou outros familiares como viveram esse dia. Em cada dia, de manhã ao acordar, ou à noite, ao deitar, faz também esta breve oração:

Senhor, eu creio em Ti, mas aumenta a minha fé!

Na 7ª pétala da tua Flor Pascal escreve ESPERANÇA DE VIDA ETERNA, e reza esta oração:

Senhor,
coloco a última pétala nesta flor pedindo-Te que,
também em mim, possa florir, cada vez mais,
a beleza e a alegria da fé!
Completo esta flor na alegria pascal da ressurreição.
Com Jesus, a vida vence a morte, e abre-se, também para mim,
a esperança da vida eterna.
É dessa vida que experimento, desde já, quando estou próximo de Ti.
Pela fé, saboreio na terra a alegria do Céu.
Senhor, eu acredito em Ti, mas aumenta a minha fé!
Isto te peço por Jesus, na unidade do Espírito Santo. Ámen.

sexta-feira, 19 de abril de 2019

Sexta-feira Santa

Na sexta-feira Santa, dia em que a Igreja comemora a morte a morte de Jesus, a Via Sacra Paroquial teve início na capela do Casal de Relvas, pelas 15h. Acompanhando o Evangelho de São João, foram representadas as 14 estações que iniciaram com o gesto do lava-pés, na Última Ceia, até ao momento da crucificação e morte, representadas já na igreja paroquial, e a sepultura de Jesus.

Seguiu-se a Celebração de Sexta-feira Santa, com o gesto da adoração da cruz e a distribuição da comunhão, neste dia em que a Igreja não celebra a Eucaristia.

Mais fotografias desta Via sacra AQUI.

quinta-feira, 18 de abril de 2019

Quinta-feira Santa

Na Quinta-feira Santa a Igreja comemora a instituição da Eucaristia e do sacramento da Ordem, e o mandato de Jesus sobre a caridade, expresso no gesto do lava-pés.

Na paróquia da Calvaria, a celebração da Ceia do Senhor incluiu este gesto tão significativo, envolvendo os mais pequenos da catequese da Calvaria e de São Jorge.

segunda-feira, 15 de abril de 2019

Sagração do novo altar da igreja paroquial da Calvaria

No passado domingo, dia 14 de abril, Domingo de Ramos, e início da Semana Santa, tendo concluídas as obras de readequação litúrgica do presbitério da igreja paroquial, a celebração da Eucaristia, para além do rito próprio de bênção do ramos, com início no adro da igreja, e da já agendada Festa da Vida do grupo do 8º ano da catequese, ficou marcada pelo rito da sagração do novo altar.

O altar, pensado a partir da simbologia das mãos de Santa Marta, padroeira da Paróquia, estão abertas em sinal do serviço de Marta no acolhimento a Jesus em sua casa, em Betânia, mas também de súplica quando se encontra com o Senhor, na morte de seu irmão Lázaro, neste altar em que é colocada a mesa para celebrar o dom da vida que Jesus faz de si mesmo, na cruz, antecipado nesse gesto de entrega do Pão e do Vinho, na Última Ceia com os discípulos.

O rito da sagração do altar é marcado pela unção com o óleo do Crisma, assim como a sua incensação. É então colocada a toalha, e acesas as velas e luzes que iluminam o novo altar, onde se acolhem os dons para a celebração da Eucaristia.

Além do altar, todo o espaço do presbitério ganhou uma nova configuração com uma nova presidência, e a disposição do Ambão, do Sacrário, da Pia Batismal e da imagem da Padroeira no espaço celebrativo.

Também foi feita uma clarabóia para a entrada de luz natural diretamente sobre o altar, e toda a reestruturação do tecto do presbitério. No corpo da igreja, foi construída um espaço lateral para o reposicionamento do órgão.

Mais imagens deste dia podem ser vistas AQUI.

quarta-feira, 10 de abril de 2019

Programa da Semana Santa a Visita Pascal

QUINTA-FEIRA SANTA, 18 DE ABRIL
20h00: Missa da Ceia do Senhor
21h00: Adoração Eucarística

SEXTA-FEIRA SANTA, 19 DE ABRIL
11h30: Confissões
15h00: Via Sacra Paroquial (início no Casal do Relvas) e Celebração da Paixão (na Igreja Paroquial)

SÁBADO SANTO, 20 DE ABRIL
21h30: Vigília Pascal

DOMINGO DE PÁSCOA, 21 DE ABRIL
09h30: Missa na Igreja de São Jorge
11h00: Missa na Igreja Paroquial
12h00: Visita Pascal: Calvaria Cima (parte)
14h30: Visita Pascal: Calvaria Cima (parte), Calvaria Baixo (parte)

SEGUNDA-FEIRA DE PÁSCOA, 22 DE ABRIL
16h00: Missa na Igreja dos Casais de Matos
16h30: Visita Pascal: Casais de Matos

QUINTA-FEIRA DE PÁSCOA, 25 DE ABRIL
10h00: Visita Pascal: Carqueijal e Cabeceiras
10h30: Visita Pascal: Calvaria Cima (parte), Calvaria Baixo (parte), Casais de Além, Casal Ruivo e Quinta de São Paio
20h00: Missa na Igreja Paroquial

SEXTA-FEIRA DE PÁSCOA, 26 DE ABRIL
14h30: Missa no Centro de Dia
18h00: Visita Pascal: Estrada da Calvaria e Chão da Feira

SÁBADO DE PASCOELA, 27 DE ABRIL
10h00: Missa na Igreja do Casal do Relvas
10h45: Visita Pascal: Casal do Relvas

DOMINGO DE PASCOELA, 28 DE ABRIL
11h00: Missa na Igreja Paroquial
14h30: Visita Pascal: São Jorge

A fé é confiança na relação

14 de abril de 2019 | Domingo de Ramos
Leituras | Comentário | Avisos | Boletim

Era já quase meio-dia, quando as trevas cobriram toda a terra, até às três horas da tarde, porque o sol se tinha eclipsado. O véu do templo rasgou-se ao meio. E Jesus exclamou com voz forte: «Pai, em tuas mãos entrego o meu espírito». Dito isto, expirou.

Cf. Lc 22, 14 – 23, 56

A fé é certa, mais certa que qualquer conhecimento humano, porque se funda na própria Palavra de Deus, que não pode mentir. Nós acreditamos por causa da autoridade do próprio Deus revelador, que não pode enganar-se nem enganar-nos, e quanto mais nos aproximamos de Deus, mais confiamos. Crescendo na amizade, crescemos também na confiança, na segurança que Ele nos dá!

É nessa confiança e segurança plena que escutamos as palavras de Jesus no momento da sua morte na cruz: «Pai, em tuas mãos entrego o meu espírito». Ele sabe que está nas mãos do Pai, por isso não receia entregar-se totalmente.

Durante esta Semana Santa, procura crescer também nesta confiança vivendo de perto o que aconteceu com Jesus, desde a Ceia (na quinta-feira santa) à morte na cruz (na sexta-feira santa), e a ressurreição na vigília pascal ou domingo de Páscoa. Em cada dia, de manhã ao acordar, ou à noite, ao deitar, faz também esta breve oração:

Senhor, eu creio em Ti, mas aumenta a minha fé!

Na 6ª pétala da tua Flor Pascal escreve CONFIANÇA NA RELAÇÃO, e reza esta oração:

Senhor, coloco a sexta pétala nesta flor pedindo-Te que,
também em mim, possa florir, cada vez mais, a beleza e a alegria da fé!
Faz-me contemplar a confiança com que Jesus se entregou na cruz,
entregando-se totalmente nas tuas mãos de Pai.
E ajuda-me a viver com a mesma confiança, com a garantia que me dá Jesus,
e que a fé é absolutamente segura.
Senhor, eu acredito em Ti, mas aumenta a minha fé!
Isto te peço por Jesus, na unidade do Espírito Santo. Ámen.

sábado, 6 de abril de 2019

A fé é garantia de salvação

7 de abril de 2019 | 5º Domingo da Quaresma
Leituras | Comentário | Avisos | Boletim

Jesus ergueu-Se e disse-lhe: «Mulher, onde estão eles? Ninguém te condenou?». Ela respondeu: «Ninguém, Senhor». Disse então Jesus: «Nem Eu te condeno. Vai e não tornes a pecar».

Cf. Jo 8, 1-11

A fé é uma força sobrenatural de que necessariamente precisamos para alcançar a salvação: vivendo próximos de Deus, acolhemos a sua vida que torna a nossa vida mais bonita, melhor, mais feliz – e isso é sermos salvos, agora, no presente, e no caminho que fazemos para o encontro definitivo com Deus na eternidade. O pecado é tudo o que não nos deixa ser verdadeiramente felizes, tudo o que torna a nossa vida menos bonita, tudo o que nos faz piores… Como aquela mulher que foi apresentada a Jesus, também nós podemos ter a certeza de que Ele é capaz de nos levantar, de nos tornar melhores pelo seu perdão, de nos apontar um caminho de verdadeira felicidade: “Vai e não tornes a pecar”.

Durante esta semana, procura fazer um “exame de consciência”: perceber o bem e o mal que vives no teu dia a dia, o que em ti é pecado, para poderes pedir perdão a Deus, se possível com a celebração do sacramento da Reconciliação. Em cada dia, de manhã ao acordar, ou à noite, ao deitar, faz também esta breve oração:

Senhor, eu creio em Ti, mas aumenta a minha fé!

Na 5ª pétala da tua Flor Pascal escreve GARANTIA DE SALVAÇÃO, reza esta oração:

Senhor, coloco a quinta pétala nesta flor pedindo-Te que,
também em mim, possa florir, cada vez mais, a beleza e a alegria da fé!
Tu vens até mim para me ofereceres a tua misericórdia,
o teu acolhimento, o teu perdão, o teu amor incondicional
que me renova e torna a minha vida mais bonita e feliz.
Tu me dás a tua vida e salvação.
Não me condenas, mas desafia-me a ser melhor.
Senhor, eu acredito em Ti, mas aumenta a minha fé!
Isto te peço por Jesus, na unidade do Espírito Santo. Ámen.