Programa da Paróquia

sexta-feira, 13 de dezembro de 2019

3º Domingo do Advento: Responde em Igreja

João Baptista ouviu falar das obras de Cristo e mandou-Lhe dizer: «És Tu Aquele que há de vir, ou devemos esperar outro?». Jesus respondeu-lhes: «Ide contar a João o que vedes e ouvis: os cegos veem, os coxos andam,os leprosos são curados, os surdos ouvem, os mortos ressuscitam e a Boa Nova é anunciada aos pobres».

Cf. Mt 11, 2-11

Hoje a Igreja continua a missão de orientar e acompanhar aqueles que, como João, procuram em Jesus o verdadeiro sentido da sua vida. Pela celebração dos sacramentos, nomeadamente os sacramentos do serviço (a Ordem e o Matrimónio), os cristãos recebem o dom do Espírito que os confirma na certeza de serem amados por Deus, e os anima no testemunho do seu amor no mundo.

Não te esqueças de escrever uma carta ao teu Pároco a agradecer a sua resposta ao chamamento de Deus, para entregar na missa deste fim-de-semana!

És mesmo Tu? Como posso reconhecer-Te?

15 de dezembro de 2019 | 3º Domingo do Advento
Leituras | Comentário | Avisos | Boletim

João Batista, na prisão por não temer dizer a verdade, manda emissário a Jesus: «És tu Aquele que há de vir ou devemos esperar outro?» E a resposta que lhe levam de volta é feita de «sinais»: os gestos, a ação, a presença, o anúncio de Jesus são os «sinais» da presença do «Reino de Deus» já no meio dos homens, de que falavam as profecias.

A dúvida de João leva-o a procurar. Talvez esperasse um «messias» diferente. Mas não se fecha nas suas ideias pré-estabelecidas, está aberto à novidade de Deus. Pelos sinais, pode reconhecer que, de facto, Jesus é Aquele que ele, João, vem anunciar e mostrar já presente.

Os «sinais» de Jesus continuam atualmente presentes e dão a possibilidade (a quem, como João, se abre à novidade de Deus) de reconhecer em Jesus o Messias. Quantos, ao encontrar-se com Ele, têm um novo olhar para a vida! Quantos caminham com novo impulso, se curam do pecado e de tudo o que nos retira da verdadeira vida! Quantos, acolhendo a mensagem de Jesus, se abrem à relação e à comunhão, à reconciliação e ao perdão! Quantos encontram sentido para a vida na ressurreição! Quantos encontram na Palavra que é Jesus uma boa nova que preenche de esperança, de confiança, de amor, os limites da nossa pequenez!

Felizes, diz Jesus, são aqueles que não encontram n'Ele motivo de escândalo, mas são capazes de acolher o Messias tal como Ele é, de O acolher e de O seguir na aventura de uma vida vivida no Amor.

sexta-feira, 6 de dezembro de 2019

2º Domingo de Advento: Decide como Maria

Maria disse então: «Eis a escrava do Senhor; faça-se em mim segundo a tua palavra». 
(Cf. Lc 1, 26-38)

A resposta decidida que Maria deu ao chamamento de Deus inspira a nossa resposta. Deus chama-nos, propõe-nos um caminho. E espera a nossa resposta, a adesão livre ao seu chamamento.

Com a mesma confiança de Nossa Senhora, reza: “Senhor, eu sei que Tu queres o melhor para mim! Que queres que eu faça?”

Não te esqueças de escrever uma carta a Maria a agradecer a sua resposta, e a pedir-lhe que também tu possas dizer “sim” ao chamamento de Deus, para entregar na missa deste fim-de-semana!

Avé, Maria, o Senhor é contigo!

8 de dezembro de 2019 | Solenidade da Imaculada Conceição
Leituras | Comentário | Avisos | Boletim

Na Solenidade da Imaculada Conceição somos convidados a avaliar o tipo de resposta que damos aos desafios de Deus. Ao propor-nos o exemplo de Maria, a liturgia convida-nos a acolher, com um coração aberto e disponível, os planos de Deus para nós e para o mundo.

No Evangelho encontramos a resposta de Maria ao plano de Deus. Ao contrário de Adão e Eva, Maria rejeitou o orgulho, o egoísmo e a autossuficiência e preferiu conformar a sua vida, de forma total e radical, com os planos de Deus. Do seu “sim” total, resultou salvação e vida plena para ela e para o mundo.

Neste dia, que foi durante muitos anos o Dia da Mãe, em Portugal, homenageamos e rezamos pelas mães, no dia em que homenageamos a Mãe de Deus.


Oração pelas Mães

Senhor, neste dia de festa e de alegria, queremos dar-Te graças por todas as mães, agradecer-Te pelo dom das suas vidas.
Obrigado, Senhor, pelas nossas mães que nos ensinam o significado de amar e se amados.
Recebemos, através do seu sorriso, um pouco do Teu amor, que nos revelaste em Cristo, Teu Filho.

Senhor, pedimos-Te que abençoes...
A mãe que é feliz e que está rodeada dos seus filhos, mas também a que é esquecida;
A mãe que é acarinhada, mas também a que é rejeitada;
A mãe biológica, mas também a que acolhe;
A mãe que ainda não o é, e aquela que não o poderá ser;
A mãe que mesmo não o sendo, faz toda a diferença;
A mãe cujo filho já partiu para Ti, a mãe que sente o desespero;
A mãe que está doente e a mãe que vê os filhos dos seus filhos.

Obrigado, Senhor, pelas mães, pelas avós, e pelas mães que em breve o serão;
Mostra-lhes, Senhor, a Tua bondade enchendo este dia de alegria e graças. 
Ámen.

terça-feira, 3 de dezembro de 2019

Festa da Luz das crianças do 3º ano

No passado sábado, dia 30 de novembro, as 25 crianças do 3º ano da paróquia da Calvaria viveram a Festa da Luz. No percurso catequético deste ano, esta festa é um marco importante para, a partir do símbolo da luz, recordar que, pelo Batismo, acolhemos a Luz que é Jesus que nos convida a ver e amar os outros: "quem ama o seu irmão, permanece na luz...»

Cada criança acende a sua vela do Batismo no círio pascal e partilha essa chama acesa com os seus pais, fazendo com que, progressivamente, as trevas sejam vencidas pela luz. Esta foi também uma oportunidade para que acolher as crianças que se preparam para o Batismo, e com elas realizar os primeiros ritos nessa caminhada batismal, pelos gestos da signação e da unção com o óleo dos catecúmenos.

sexta-feira, 29 de novembro de 2019

1º Domingo de Advento: Escuta Jesus Amigo

Vigiai, porque não sabeis em que dia virá o vosso Senhor. Estai vós também preparados, porque na hora em que menos pensais, virá o Filho do homem. (Cf. Mt 24, 37-44)

Jesus vem ao nosso encontro para nos ajudar a descobrir e a percorrer o melhor caminho de vida. Por isso nos convida à vigilância: escutar a sua voz que chama é o segredo da verdadeira felicidade!

Na oração encontras-te e falas com este Grande Amigo. Como nesta imagem, o ícone da amizade ou do abraço, Jesus abraça-te e dá-te confiança, inspira o teu caminho!

Não te esqueças de escrever uma carta a Jesus Amigo a agradecer a sua presença e amizade, para entregar na missa deste fim-de-semana!

«Vigiai... estai vós também preparados»

1 de dezembro de 2019 | 1º Domingo do Advento
Leituras | Comentário | Avisos | Boletim

No início do Advento, início também de um novo ano litúrgico, a liturgia lança-nos um apelo nas palavras de Jesus: «Vigiai... estai também vós preparados»... Para começar, a necessidade de estar atentos, para que a Vida não nos passe ao lado.

O Evangelho, em três pequenos quadros fala de algumas coisas que nos podem distrair do essencial: o «gozar a vida», como faziam no tempo de Noé; os trabalhos e compromissos do dia a dia; o «adormecer» para o cuidado da própria «casa»...

Ao iniciar esta caminhada, mais uma vez nos deparamos com a necessidade de nos mantermos alerta, de renovarmos a vontade de nos empenharmos com responsabilidade na construção de um mundo melhor. Jesus vem: preparemo-nos para O acolher.