Programa da Paróquia

sábado, 15 de fevereiro de 2020

Santuário de Fátima vai assinalar centenário da morte de Santa Jacinta

O Santuário de Fátima está a preparar um programa celebrativo, que vai assinalar a a efeméride do centenário da morte de Santa Jacinta Marto.

As celebrações começam a 16 de fevereiro com o VI Concerto Evocativo dos Três Pastorinhos de Fátima na Basílica de Nossa Senhora do Rosário de Fátima. No dia 19 de fevereiro, pelas 21h30, terá lugar uma vigília de oração, com rosário, procissão e veneração dos túmulos, na Capelinha das Aparições e Basílica de Nossa Senhora do Rosário de Fátima.

A 20 de fevereiro, Festa Litúrgica dos Santos Francisco e Jacinta Marto, haverá pelas 10h00 rosário na Capelinha das Aparições, seguindo-se uma procissão com os ícones dos Santos Francisco e Jacinta até à Basílica da Santíssima Trindade, onde tem lugar a eucaristia pelas 11h00. Entre as 14h00 e as 16h00 estão previstas várias atividades com crianças. Pelas 17h30 haverá oração de vésperas na Basílica de Nossa Senhora do Rosário.

Notícia completa na página do Santuário de Fátima.

Uma lei que se vive "por dentro"

6º Domingo do Tempo Comum | 19 de fevereiro de 2020
Leituras | Comentário | Avisos | Boletim

Depois das bem-aventuranças e de afirmar que os discípulos são sal e luz, Jesus concretiza a forma de viver de quem acolhe a Palavra e se torna construtor do «Reino». No Evangelho deste domingo, temos quatro indicações concretas: na relação com as outras pessoas, não apenas «não matar», mas construir uma relação no perdão, na não-violência, na compreensão; não apenas «não cometer adultério», mas educar o coração e a ação, a partir do seu mais íntimo, para o respeito pelo outro e pelas opções assumidas; não cultivar aquilo que possa separar os esposos na sua relação, mas procurar trazer para a vida a imagem e semelhança de Deus, tal como a pessoa foi criada; não levantar qualquer suspeita, de tal forma que a palavra dada seja honrada em todo o momento.

Na proposta de Jesus não se trata de ter uma lista do que se pode ou não fazer, do que é ou não é pecado, mas assumir uma atitude interior de relação com Deus que passe para a vida concreta: uma lei que se vive por dentro, e por isso se torna também exterior.

sexta-feira, 7 de fevereiro de 2020

Ser sal da terra e luz do mundo

5º Domingo do Tempo Comum | 9 de fevereiro de 2020
Leituras | Comentário | Avisos | Boletim


Depois das bem-aventuranças, Jesus continua o "discurso da montanha" afirmando que os discípulos são sal e luz. O sal, que dá sabor à comida e conserva os alimentos, é sinal desse «sabor» novo que os cristãos, pela vivência das bem-aventuranças, são chamados a trazer ao mundo, essa «pequena pitada» que é capaz de trazer um sabor novo à vida; o sal que conserva no meio de tantos sinais menos bons, a presença do «reino» que Jesus veio inaugurar...

A luz que, como a cidade no alto do monte ou a candeia sobre o candelabro, não é para se esconder: não que o cristão deva procurar exibir-se, mas que seja capaz de provocar com gestos proféticos, de assumir as responsabilidades na renovação constante do mundo, de deixar que, através da sua ação, a Luz de Deus continue a brilhar no tempo presente.

sábado, 1 de fevereiro de 2020

Luz para se revelar às nações

2 de fevereiro de 2020 | Festa da Apresentação do Senhor
Leituras | Comentário | Avisos | Boletim

No dia 2 de fevereiro, quarenta dias depois do Natal, ocorre a Festa da Apresentação do Senhor. Celebra-se o dia em que os pais de Jesus, cumprindo o que estava prescrito, O levaram ao Templo, para ser oferecido a Deus. O Evangelho de São Lucas (Cf. Lc 2, 22-44), conta-nos que Simeão, ao acolher Jesus, O reconhece como Luz das nações:

«Agora, Senhor,
segundo a vossa palavra,
deixareis ir em paz o vosso servo,
porque os meus olhos
viram a vossa salvação,
que pusestes ao alcance
de todos os povos:
luz para se revelar às nações
e glória de Israel, vosso povo».

É para celebrar esta Luz das nações, o próprio Jesus, apresentado no Templo por Maria, que a celebração nesse dia começa com a bênção das velas e a procissão para a igreja. Na Eucaristia acolhemos Jesus que se oferece definitivamente por nós, na sua morte e ressurreição.

A tradição, unindo a presença da Luz a Maria, a Mãe que apresenta Jesus no templo, refere este dia como a festa de "Nossa Senhora das Candeias". Este é também o Dia do Consagrado, de todos os que fazem a oferta de si mesmos a Deus, de modo particular as Religiosas e os Religiosos dos diversos institutos e congregações de vida consagrada.

segunda-feira, 27 de janeiro de 2020

Novo Conselho Económico toma posse

O Conselho para os Assuntos Económicos da Paróquia da Calvaria tomou posse, para o triénio de 2020 a 2022, a 26 de janeiro, na celebração dominical, às 11h, na igreja paroquial da Calvaria. O Conselho é constituído por cinco elementos que, juntamente com o Pároco, têm a responsabilidade velar e cuidar dos bens e património da Paróquia, e coordenar toda a sua administração económica.

Os elementos que tomaram posse são o Alfredo Cardoso, o Carlos Lavrador, a Elisabete Rodrigues, o Jorge Carreira e a Maria do Rosário Sapateiro. Na tomada de posse foi dada uma palavra de gratidão pela sua colaboração ao António Frazão, Luís Silva e Marta Costa, que terminaram a sua presença, um agradecimento ao Alfredo e à Elisabete que continuam do Conselho anterior para mais um triénio, e também aos três novos elementos que aceitaram o convite para este serviço de corresponsabilidade na Paróquia.

A tomada de posse decorreu no terceiro domingo do Tempo Comum, que o Papa Francisco instituiu como o Domingo da Palavra de Deus, e foi sobre essa Palavra que prestaram o seu juramento. Na celebração foi também distribuída à comunidade a mais recente tradução eedição da Bíblia, dos quatro Evangelhos e Salmos, realizada pela Conferência Episcopal Portuguesa.

sexta-feira, 24 de janeiro de 2020

Festa da Apresentação do Senhor

No dia 2 de fevereiro, domingo, às 11h, teremos a celebração da Festa da Apresentação do Senhor, na igreja paroquial. A celebração começa no exterior da igreja, com a bênção das velas, a partir das 10h45. Durante a missa haverá a bênção das crianças e das mulheres grávidas.

O mesmo acontece em São Jorge, na missa vespertina, no sábado, dia 1 de fevereiro, com início às 19h, no exterior da capela, tendo também a bênção das crianças e das mulheres grávidas.

No final das celebrações, a Conferência São Vicente de Paulo terá filhoses para vender.

Encontro Vicarial de Catequistas

“Projeto em catequese: uma oportunidade” é o tema do Encontro para os catequistas das paróquias da nossa vigararia, no dia 31 de janeiro, sexta-feira, às 21h, no Centro Paroquial da Batalha.

Encontro dos jovens com o Bispo


A 7 de fevereiro, sexta-feira, o Sr. Bispo virá à nossa vigararia para estar com os jovens num tempo de oração, na igreja da Amieira, Batalha (junto à Ponte da Boutaca), às 21h30. Os jovens da nossa paróquia da Calvaria estão responsáveis pela animação musical deste encontro.

Para preparar este momento de oração com uma dinâmica prévia, e para ensaiar os cânticos, vai realizar-se um encontro, no sábado anterior, dia 1 de fevereiro, às 21h30, na cave da Casa Paroquial, para o qual se convidam todos os jovens da paróquia a participar.

«Arrependei-vos, porque está próximo o reino»

26 de janeiro de 2020 | 3º Domingo do Tempo Comum
Leituras | Comentário | Avisos | Boletim

Jesus começa a sua missão com o anúncio do «Reino dos Céus». Algo de novo está para surgir, e é o próprio Jesus que o faz acontecer: nas suas palavras, nos seus gestos, o «Reino» deixa de ser apenas um desejo e tornar-se real. Uma realidade que faz parte de cada um quando aceita a proposta de se deixar transformar: «convertei-vos».

O Evangelho conta como alguns homens o fizeram no princípio: de forma radical, deixaram tudo para trás para abraçar uma vida nova. Foram apenas os primeiros de uma história de acolhimento do anúncio do «reino», uma história que hoje é nossa, de cada um, na certeza de que a Palavra não deixa de chamar a deixar-se habitar e converter pela alegria do «Reino».

quarta-feira, 22 de janeiro de 2020

5º ano celebra a Esperança


Os grupos do 5º ano da catequese celebraram, a 18 e 19 de janeiro, a Festa da Esperança.

O grupo de São Jorge no sábado, na missa vespertina, às 19h, e o grupo da Calvaria, no domingo, na missa paroquial das 11h, tiveram a oportunidade de contar a toda a comunidade os principais momentos da «História da Salvação», ajudando a compreender como Deus está sempre presente nesse "rio do tempo", acompanhando, ajudando e orientando, para que a humanidade reencontre sempre o caminho da salvação, rumo à salvação plena na eternidade.

Festa da Esperança 2020 São Jorge
Para ajudar a compreender este percurso pela história da humanidade, cruzada com a presença de Deus, que a torna também uma história de salvação, as crianças do 5º ano vão elaborando progressivamente a sua "barra cronológica", essa longa tira que representa o "rio do tempo" e onde o passado se cruza com o presente da vida de cada um deles.

Celebrar esta presença de Deus ao longo da história é também reforçar a esperança da presença de Deus na vida das pessoas e do mundo de hoje, continuando a encaminhar-nos para os caminhos da vida verdadeiramente bons e belos.
Festa da Esperança 2020 Calvaria

Casal do Relvas celebrou o Padroeiro

19 de janeiro, domingo, na véspera da memória litúrgica de São Sebastião, o lugar do Casal do Relvas celebrou o seu Padroeiro. Após a Missa, a procissão seguiu pelas ruas do lugar. No final, nas instalações da Sociedade Recreativa Relvense, viveu-se um tempo de convívio onde não faltaram as bifanas, o café da avó e as filhoses.

sexta-feira, 17 de janeiro de 2020

Festival de Sopas a 25 de janeiro

A Comissão da Festa em honra de Santa Marta de 2020 organiza um Festival de Sopas no sábado 25 de janeiro, na Casa do Povo da Calvaria de Cima, a partir das 20h. Para as inscrições contactar para 962311758, 244481936, ou 927206024.

«Eis o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo»

19 de janeiro de 2020 | 2º Domingo do Tempo Comum
Leituras | Comentário | Avisos | Boletim

João Baptista dá o seu testemunho, apontando para Jesus: Ele é que é o «Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo», o «Filho de Deus» sobre quem repousa o Espírito. No início do seu Evangelho, João confronta-nos com um testemunho sobre Jesus que nos ajuda a fazer a leitura de toda história daquele sobre quem vai escrever: todos os seus atos, todas as suas palavras, toda a sua vida é o cumprir desta sua missão. E é já num ambiente pascal, de libertação – o cordeiro recorda-nos o cordeiro pascal – que somos convidados a olhar para Jesus que – também como o servo, feito cordeiro levado ao matador, do livro de Isaías – nos transporta para a vida que dele recebemos na cruz.

Antes de mais, e ainda no início deste tempo comum, reconhecer Jesus, acolher o Espírito que dele recebemos, deixarmo-nos santificar pela sua presença em nós. Sabermos que o fundamental é esta atitude de fé, de que se dispõe a depositar a sua confiança em que está disposta a dar a sua vida por nós. É nesta relação de amizade e confiança que se funda toda a nossa vida de seguimento de Jesus como cristãos.

sexta-feira, 10 de janeiro de 2020

Celebração em honra de São Sebastião

No próximo domingo, dia 19 de janeiro, na véspera da memória litúrgica de São Sebastião, a comunidade do Casal do Relvas celebra o seu Padroeiro com a missa às 16h00, seguida de procissão e um tempo de convívio.


O mergulho de Deus

12 de janeiro de 2020 | Festa do Batismo de Jesus
Leituras | Comentário | Avisos | Boletim

A Incarnação é um mergulho de Deus na humanidade, uma imersão no meio dos homens para ser o Emanuel, isto é, Deus connosco, Deus com os seus filhos. A Epifania é um mergulho de Deus no meio de todos os homens, qualquer que seja o seu país, qualquer que seja a sua cultura. Ele é Deus para todos: o seu Filho tem como nome Jesus, isto é, Deus salva todos os homens.

O batismo de Cristo é o seu mergulho no meio dos homens que reconhecem a sua fraqueza e que pedem um batismo de penitência. Jesus, sem pecado, torna-Se solidário com a humanidade na sua riqueza e na sua pobreza.

É a essa humanidade que o Pai apresenta o seu Filho: "Este é o meu Filho muito amado..." Acolhê-l'O e segui-l'O é viver na confiança dos céus abertos para que também nós, com Ele, possamos mergulhar na divindade, mergulhando na nossa verdadeira humanidade.

segunda-feira, 6 de janeiro de 2020

«Viemos do Oriente adorar o Rei»

Na celebração da Epifania, as crianças e adolescentes da catequese foram convidadas a representar o Presépio ao vivo, com a chegada dos magos ao presépio, mas também com os pastores e os anjos.

Um quadro vivo que ajudou a viver esta celebração, acolhendo a Luz de Jesus, com a referência a quatro verbos: "vigiar" - estar atento para ver os sinais de Deus; "sair" - como os magos, deixar-se desinstalar, arriscar fazer o caminho de busca de Deus; "oferecer" - os presentes que hoje também nós podemos entregar a Jesus, desde o "ouro" da nossa vida e do nosso coração, ao "incenso" da nossa oração, e à "mirra" da atenção e serviço aos outros, vivendo o mandamento do amor; e "mudar" - deixar-se converter para, como os magos, seguir por outro caminho, transformando a vida de cada dia pelo encontro com Jesus, verdadeira Luz do mundo.

sexta-feira, 3 de janeiro de 2020

Nos passos dos Magos...

5 de janeiro de 2019 | Epifania do Senhor
Leituras | Comentário | Avisos | Boletim

Como os Magos, ponhamo-nos a caminho. Não sabemos exactamente o que será a aventura. Tenhamos confiança. Como eles, ergamos os olhos. A luz vem de Deus, deixemo-nos iluminar. Como eles, procuremos, não tenhamos demasiadas certezas. Tenhamos somente convicções, descubramos os sinais de uma presença. Como eles, ofereçamos presentes: o da oração, o do respeito de todo o homem. Procuremos agradar a Deus e aos irmãos. Como eles, aceitemos começar um novo caminho. Deixemo-nos interpelar por Deus e pelo seu Evangelho, pelos homens e mulheres deste tempo.