Programa da Paróquia

sábado, 26 de dezembro de 2020

Guardar, cuidar e partilhar o dom da vida

27 de dezembro de 2020 | Festa da Sagrada Família
Leituras | Comentário | Avisos | Boletim

A família de Jesus é o centro da liturgia deste domingo entre o Natal e Ano Novo. Exemplo e modelo para as nossas comunidades familiares, a família de Jesus, convida-nos a viver numa atenção constante aos desafios de Deus e numa abertura às necessidades dos irmãos.

O Evangelho põe-nos diante da Sagrada Família de Nazaré apresentando Jesus no Templo de Jerusalém. A cena mostra uma família que, percebendo que a vida é um dom de Deus, escuta a sua Palavra, procura concretizá-la na vida e consagra a Deus a vida dos seus membros. Maria e José percebem-se como guardiões da vida de Jesus e não os seus donos. «Todos os pais são guardiões da vida dos filhos, não donos, e devem ajudá-los a crescer, a amadurecer» (Papa Francisco).

Nas figuras de Ana e Simeão, Lucas propõe-nos também o exemplo de dois anciãos de olhos postos no futuro, capazes de perceber os sinais de Deus e de testemunhar a presença libertadora de Deus no meio dos homens. É neste encontro e partilha entre gerações que se percorre o caminho da sabedoria, na abertura a Espírito, para o bem de todos, pois «cada vez que as famílias, até aquelas feridas e marcadas por fragilidades, fracassos e dificuldades, voltam à fonte da experiência cristã, abrem-se caminhos novos e possibilidades impensadas» (Papa Francisco). Deus que sempre nos surpreende, e nos dá novas possibilidades de expressar o dom da vida que acolhemos, tornando a vida num dom para os outros.

Sem comentários:

Publicar um comentário