Programa da Paróquia

terça-feira, 20 de dezembro de 2016

O sentido da "missa do galo"

Para explicar a expressão “missa do galo”, referente à missa da noite de Natal, são várias as hipóteses levantadas: há quem refira que se deu este nome porque na primeira missa celebrada à meia-noite do dia 24 de dezembro, um galo cantou; diz-se também que o nome vem do facto de os fiéis ouviram os galos a cantar quando voltam a suas casas após a celebração a essa hora tardia; alguns textos relatam que no século IV a comunidade cristã de Jerusalém ia em peregrinação a Belém para celebrar a missa do Natal na hora do primeiro canto do galo, mencionado por Jesus na traição de Pedro, descrito nos evangelhos… Outra explicação pode ser dada com o sentido dessa noite: ela celebra o nascimento de Jesus que é o “sol nascente” que clareia a escuridão das nossas vidas; e a luz, o amanhecer, através do qual os homens encontram sentido no meio das trevas, aparece quando os galos cantam.

Em Roma a celebração da “missa do galo” acontece desde o século V, na Basílica de Santa Maria Maior. Entretanto, o galo foi ganhando cada vez mais o sentido da vigilância, da fidelidade e do testemunho cristão. Por isto, a partir do século IX encontra-se esta ave no campanário de muitas igrejas.

Celebrações de Natal
Na paróquia da Calvaria, a celebração da “missa do galo” será às 23h na igreja de São Jorge, na noite do dia 24 de dezembro. No Dia de Natal, a celebração da Eucaristia será às 9h45 na igreja do Casal do Relvas e às 11h, na igreja paroquial. No final das celebrações haverá o tradicional gesto da adoração do Menino. A participação na Eucaristia é a melhor forma dos cristãos celebrarem o Mistério da Incarnação de Jesus, verdadeiro Deus que vem fazer-se verdadeiro Homem para nos salvar.

Celebrações no Ano Novo
Depois, a 31 de dezembro, a celebração da Missa vespertina será às 19h na igreja de São Jorge, e no dia 1 de janeiro de 2017, Solenidade de Santa Maria, Mãe de Deus, e Dia Mundial da Paz, será às 9h45 na igreja de Casais de Matos e às 11h na igreja paroquial da Calvaria.

Sem comentários:

Publicar um comentário