Programa da Paróquia

sábado, 24 de outubro de 2015

Queremos ver realmente?...

25 de outubro de 2015 | 30º domingo do Tempo Comum (Ano B)
Leituras | Comentário | Avisos | Boletim


Não ver. Não ver o que se quer. Não querer o que se vê. Coisas tão diferentes, que compõem os nossos grandes dramas. Quantas vezes depois da nossa catequese, da nossa experiência de Igreja, nos assemelhamos aos discípulos de Emaús, que se lamentam pela passagem dos dias, e sobretudo porque não tinham ainda visto Jesus. Ele mesmo ali ao seu lado, e eles com os olhos impedidos.

Este cego tinha os olhos sem luz. Alguém lhe diz que Jesus passava por ali. Ainda sem O ver, grita por Ele, ainda que alguns lhe digam que se cale. E grita mais. Parado, fora do caminho, está longe.

Jesus pára. Detém-se sempre perante o nosso sofrimento. Desce até nós. Vem realizar o que Jeremias anuncia, quando pede que o chamem. Inclui outros, inclui-nos a nós. Não basta estarmos ali. Devemos implicar-nos com os outros, inclui-los, acolhê-los. Sobretudo aos que clamam pelo Senhor. Tudo muda na vida do cego quando deixa de contar apenas consigo. Que força lhe terá dado aquele apelo: “ânimo, que Ele chama-te”!

Também nós, tantas vezes cambaleamos ao aproximarmo-nos de Jesus. Quantas coisas desconexas na nossa vida, quantas derrotas, fracassos… Quantas vezes tristes por não nos vermos onde gostaríamos de estar, por os outros serem diferentes do que queríamos, porque as coisas não encaixam como queríamos. Se nos aproximarmos de Jesus com este pedido, se quisermos ver realmente, se acreditamos que Ele é a Luz do mundo, a Verdade, o Caminho e a Vida, se nos confiamos a Ele e deixamos de confiar apenas em nós, então, na noite da nossa vida, desponta a Aurora.

Deixemos que se mude o nosso olhar perante o Seu Evangelho. Acolhamos a sua mensagem, apaixonemo-nos com a missão. Neste último domingo de Outubro, perguntemo-nos se queremos levar Jesus, dar a conhecer Jesus, a sua alegria, viver seguindo-O. Se queremos que seja esta a nossa luz! Não seremos fiéis ao mandato missionário do Senhor se permanecermos à beira do caminho. Sejamos discípulos missionários, iluminados pelo Senhor, seguindo-O para onde que que Ele vá.

in: Guião Missionário 2015

Sem comentários:

Publicar um comentário