Programa da Paróquia

sexta-feira, 16 de fevereiro de 2018

Voltar às fontes

18 de fevereiro de 2018 | 1º Domingo da Quaresma
Leituras | Comentário | Avisos | Boletim

Jesus esteve no deserto quarenta dias e era tentado por Satanás. Depois, Jesus partiu para a Galileia e começou a pregar o Evangelho, dizendo: «Cumpriu-se o tempo e está próximo o reino de Deus. Arrependei-vos e acreditai no Evangelho».
Cf. Mc 1, 12-15

No primeiro domingo da Quaresma, o Evangelho convida-nos a meditar nas tentações que Jesus viveu logo após o seu batismo. Vencendo as tentações, Jesus começa depois a anunciar um tempo novo, o tempo da esperança no reino de Deus que Ele mesmo vem trazer à Humanidade.

O batismo, que está no início da nossa história como cristãos, não faz desaparecer a tentação. Mas perdoa-nos o nosso pecado e dá-nos o Espírito de Jesus para, como Ele, vencermos as tentações e vivermos o Evangelho em cada dia.

Precisamos sempre de recordar que somos batizados e fazer com que a fé, que recebemos no princípio da nossa história cristã, nos continue a iluminar e fortalecer hoje. Precisamos sempre de voltar a essa fonte de vida do nosso batismo!

Um desafio para viver em família
Ao longo desta Quaresma, a caminho da Páscoa, viver a alegria de ser cristão na nossa igreja de Leiria-Fátima que celebra 100 anos da sua restauração. Como sinal dessa alegria, prepar um “cantinho de oração” em casa com uma cruz. Na base da cruz, neste primeira semana, escrever a palavra “voltar às fontes”, e registar também as datas do batismo de cada um.

Para rezar:Nós Vos louvamos ó Deus, nós Vos bendizemos, ó Senhor, pela nossa Igreja diocesana de Leiria-Fátima e pelo amor com que a conduziste ao longo destes cem anos após a sua restauração.
Nós Vos louvamos e bendizemos pelo dom do batismo, no qual nos tornamos Vossos filhos e templos do Espírito que nos anima e ajuda a crescer na fé. Ámen.

Da carta pastoral do Sr. Bispo (nº 11):“Voltar às fontes”, valorizando o caminho de um século, poderá abrir-nos a uma etapa de renovação e de conversão pastoral apostando no essencial evangélico e num dinamismo missionário para os nossos tempos.

Sem comentários:

Publicar um comentário